Anúncios
Escalope ao Molho Madeira

Escalope ao Molho Madeira

As vezes eu sinto vontade de comer algo simples que me traga conforto, que eu não gaste muito tempo preparando e, mesmo assim, que seja cheio de sabores; que me lembre do que eu comia quando criança, que seja um ótimo acompanhamento para um bom vinho, que me deixe feliz.

Acho que todo mundo tem o seu momento de “comfort food”. Para uns pode ser uma bela sobremesa, ou até mesmo a comida de algum restaurante amigo. Para mim, são algumas as receitas que me deixam com esse sentimento de satisfação e tranquilidade.

Uma delas é o simples Escalope ao Molho Madeira, que acompanha bem uma porção de arroz branco e batatas assadas, ao seu modo. Só isso. Simples.

Como “comfort food” não tem receita, vou deixar apenas algumas dicas de como eu preparo meu escalope, sem grandes invenções, mas com uns toques que podem dar mais sabor.

Dicas:

  • Tempere os pedaços finos de filet mignon com sal e pimenta e passe em farinha de trigo. Sele rapidamente os filets na mesma panela que será utilizada para fazer o molho e reserve;
  • Refogue um pouco de cebola e alho e acrescente um pouco de vinho tinto para juntar os sabores da carne com o refogado;
  • Adicione uma caixinha de um bom molho madeira pronto (quer mais conforto que isso?) para dar volume ao molho;
  • Use algumas ervas frescas para dar sabor ao molho, como sálvia, tomilho ou estragão, e acrescente champignon picado;
  • Cubra os filets com o molho em uma assadeira de vidro ou barro e leve ao forno para finalizar.

A procura de um destino interessante para o Carnaval ou mesmo para um feriado prolongado?
O Chile tem uma infinidade de alternativas para os mais diferentes gostos.

O post de hoje é um recomendação infalível – Pucón.
Estive por lá em Janeiro de 2007. Depois disso, 3 grupos de amigos seguiram as dicas e, pelo que consta, adoraram. Não sei quando, mas ainda voltarei!

Localizada a 780Km da capital Santiago, na província de Cautin (região da Araucania) zona dos Mapuches, a pequena cidade é o destino não só de chilenos em tempos de férias, como também muitos europeus (que pude confirmar na minha estadia). A quilometragem assusta a principio, porém o trajeto pode ser feito de avião (aprox. 1 hora de Santiago) ou ônibus, que completa o percurso em uma noite bem dormida nos confortáveis ônibus da Turbus. Parece mentira, mas a estrada é uma reta constante o que faz a viagem ser muito tranquila mesmo.

Opções de estadia são muitas e para todos os bolsos. Das atraentes cabanas espalhadas pela margem do lago Villarica, passando por hotéis e pousadas. Esta ultima opção foi uma daquelas sortes de principiantes. Achei as cegas uma pousada, aparentemente bem localizada e arrisquei. Geronimo foi o tiro mais certo! Excelente custo x beneficio. Bom preço, atendimento impecável, quartos limpos e confortáveis e perto de tudo (o que não é muito difícil em Pucón).

Uma vez alojados, fomos buscar o que fazer…
40 minutos são suficientes para conhecer, caminhando, todo o povoado e ter uma idéia geral.
Bons restaurantes servindo comida típica (Choclos, Lomo a lo pobre, empanadas e afins) sempre acompanhado de um bom vinho nacional!

Pucon-Villarica

Um companheiro constante em qualquer atividade em Pucón é o sempre presente Vulcão Villarica. Sendo um dos mais ativos no Chile, o vulcão que deixa um rastro constante de fumaça é monitorado pelas autoridades locais que apresentam um semáforo no centro da cidade indicando seu nível de atividade.

Wakeboard, vela, canoagem, canopi, arvorismo, mountain-bike, etc… calor ou frio…

Sempre há o que fazer.

Pucon - Parque Nacional Huerquehue

Uma caminhada ecológica no Parque Nacional Huerquehue (35Km do centro) pode tomar todo um dia, mas a vista dos lagos e da cascata principal (Nido de Aguila)  que se escondem nessa imensa reserva de 12.500 hectares compensam. O passeio é mais indicado para o verão, mas li alguns relatos de passeios no inverno também. (Não esqueça sua água e algo para comer)

Se o preparo físico permitir, um segundo dia deve ser reservado para a subida ao grande vulcão.
Um passeio especial e conforme as condições climáticas um tanto difícil, é pura aventura!

Pucon - subida Villarica

4 horas de subida e 1 de descida, valem todo o passeio! A vista é incrível, mas o cheiro de enxofre é terrível! Brincadeiras a parte, o passeio pode ser uma mega expedição para os despreparados ou um lindo passeio para os ironmen. O passeio deve ser monitorado por guias preparados que oferecem seus serviços nas diversas agencias no centro da cidade.

Cansado? A dica então é botar os pés (e tudo mais o que quiser) de molho nas águas quentes nas Termas Geométricas!
Coisa de 3ª idade? Também tinha essa idéia antes de conhecer!

Pucon - Termas Geometricas

O absoluto bom gosto dos proprietários tornou o lugar agradável e bonito ao mesmo tempo. Um total de 20 piscinas de pedras com diferentes temperaturas espalhados por uma garganta natural rochosa e ligadas por passarelas de madeira, fazem você esquecer da vida! 100% ecológicos, sem energia elétrica, bombas ou qualquer outro artifício tecnológico, vale cada centavo, inclusive o lanchinho na cabana principal pra fechar o dia… Certeza que vai chegar na pousada e aquele cochilo vira a noite fácil…!

Faça as malas e boa viagem!

Batatas ao Murro

Batatas ao Murro

Você tem aquele prato que sempre te salva quando você quer um bom jantar e não sabe o que fazer, ou está com preguiça de arriscar coisas novas? Ou aquela comida que você já fez tantas vezes e fica tão boa que todo mundo pede pra você repetir sempre?

Bom, eu tenho algumas receitas dessas sempre na manga, e quero compartilhar como eu faço um dos meus acompanhamentos preferidos nos últimos tempos. Na verdade é uma receita muito simples e saborosa, que vai bem com muitos pratos, como assados ou carnes com molhos.

Eu até gosto de um bom arroz branco, mas eu troco fácil o arroz como acompanhamento por umas caprichadas batatas assadas. Imagina um peixe grelhado com legumes assados e essas batatas da foto. Um jantar delicioso que você prepara em 15 minutos e depois é só esperar seu forno fazer o resto do serviço pra você.

BATATAS AO MURRO

Ingredientes:

– 1 saco de batatas bolinha
– 1 cabeça de alho
– Azeite
– sal e pimenta

Modo de Preparo:

Lave bem as batatas e seque com um pano limpo. Coloque as batatas em uma assadeira de vidro ou barro e tempere com sal e pimenta do reino. Regue com bastante azeite, cubra com papel alumínio e coloque em forno aquecido na potência máxima.

Quando as batatas estiverem macias por dentro (aprox. 40 minutos)  tire do forno e, com um martelo de carne, amasse cuidadosamente as batatas até que quebrem, mas sem se desfazerem. Tempere com mais sal, pimenta e azeite. Acrescente o alho em fatias finas e volte ao forno sem o alumínio por mais uns 15 minutos, até que o alho esteja dourado.

Dicas:

  • Coloque o alumínio em contato com as batatas deixando quase sem ar o conteúdo, e não na borda da assadeira.
  • Nem pense em tirar as cascas das batatas. São elas que deixam a textura macia por dentro e crocante por fora.
  • Evite colocar a assadeira muito embaixo no forno, e vire as batatas com uns 20 minutos.
Penne Siciliana

Penne Siciliana

Em uma viagem que fiz para Nice, na França, volta e meia batia aquela vontade de comer uma boa e reconfortante massa.

Isso não é um problema por lá, pela proximidade com o país da bota, é possível encontrar ótimos restaurantes italianos, que fogem daquele conceito clássico de cantina que temos por aqui. Seriam mais como bistrôs, que valorizam os produtos locais e da estação, e que oferecem bons pratos de pasta por preços justos.

Um dos pratos que podia ser encontrado em quase todo restaurante desse tipo por lá era o Penne Siciliana, que é a massa com molho de tomate, berinjelas refogadas em azeite, e pedaços de queijo cremoso, gratinada no forno, servida em pequenas cumbucas que chegam a mesa ainda borbulhando.

Esses dias eu resolvi preparar a receita, porém em porção grande para servir a toda a família, e ficou ótima adaptada com o nosso requeijão local, e um bom molho de tomates feito na hora.

Nesse dia eu abri um vinho do Languedoc, no sul da França, que ficou delicioso com a massa, então deixo os detalhes aqui.

Vinho: Bergerie L’Hortus
Produtor: Pic Saint Loup
Regiao: AOC Coteaux Du Languedoc – Languedoc
Pais: França
Safra: 2007

PENNE SICILIANA

Ingredientes:

– 500g de Penne grano duro
– 2 Berinjelas
– Molho de Tomate (nada de molho de caixinha hein!)
– Requeijão (de preferência algum firme)
– Parmesão ralado
– Sal e Pimenta

Modo de Preparo:

Corte as berinjelas em cubos, tempere com sal e pimenta do reino, e refogue bem com bastante azeite até ficarem macias. Cozinhe a massa deixando ainda firme (al dente), escorra e misture o molho de tomate, apenas o suficiente para temperar a massa e dar uma cor, ela deve ficar sequinha mesmo. Junte as berinjelas refogadas.

Agora vá colocando a massa em uma forma de vidro ou de barro intercalando com pedaços do queijo cremoso, depois mais massa, até que a forma esteja completa. Depois coloque bastante parmesão ralado grosso por cima e deixe no forno alto por alguns minutos para gratinar. Se seu forno tiver a função grill, vai ficar ainda mais bonita.

Dicas:

  • Para tirar o amargor das berinjelas, pique em cubos, adicione bastante sal e deixe elas escorrerem. Vai sair um liquido escuro que dá o sabor amargo as berinjelas. Lave bem antes de usar.
  • Faça um bom molho de tomate (depois vou postar uma receita) pois é o que vai temperar a massa. Você pode fazer bastante molho e congelar para outros usos.
  • Existe requeijão que vem em uma embalagem de plástico mole com bico fino, parecida com um saco de confeitar bolo. Isso facilita na hora da montagem.

Whole Foods by syracuse.com

Conforme prometido em um post anterior, hoje vou falar um pouco sobre a onda de orgânicos norte-americana impulsionada pela gigante Whole Foods.

Nascida em Austin no Texas, esse hipermercado vem fazendo sucesso não só entre os hype-chics americanos (e ingleses), mas em toda classe media um pouco mais instruída.

Com a bandeira dos orgânicos estendida, mesmo que ainda se veja muitas SUV’s e esportivos ultra-poluidores estacionados do lado de fora, suas lojas tem uma enorme oferta das maisvariadas categorias de orgânicos (verduras, frutas, grãos, padaria, bebidas, etc).

WholeFoods Verduras by aacavaleiro

Recentemente li uma noticia que um grupo de produtores brasileiros (Projeto OrganicsBrasil)teriam firmado um contrato de fornecimento de produtos tupiniquins para as lojas da região oeste dos EUA.

Sempre que estou para aqueles lados, procuro saber se existe alguma loja delas por perto. E até hoje, meus destinos não falharam.

Alem de um ótimo passeio…. volto sempre com alguma coisa de lá na mala (principalmente temperos), uma boa opção é seu famoso buffet multicultural – uma excelente alternativa no mundo do trash-food.

Whole Foods Cold Bar - by hamakuasprings.com

Apesar de um preço um pouco salgado para um self-service (aprox USD8.00 por libra), vale a pena! Mesmo comendo em bandejas de papelão reciclável (é possível optar por um prato convencional também….) o sabor compensa.

Na onda da Whole Foods, um famoso chef americano Emeril Lagasse apresenta um programa que chega ao Brasil através do canal a cabo Discovery Home & Health .

WholeFoods - Ultimas Compras

Em todos os capítulos o chef prepara suas receitas dentro de alguma loja da Whole Foods e somente com ingredientes orgânicos. Ainda não arrisquei nenhuma das suas receitas, mas garanto postar algo quando tentar…

Saúde!

A rede Pão de Açúcar, começou o ano botando seu plano de sustentabilidade no ar.

Pao de Acucar Verde - primeira loja da capital

Depois de um primeiro lançamento no interior de SP, agora temos aberta a primeira loja Pão de Açúcar Verde da capital.

Localizado na Rua Dr. Altino Arantes, 268, o projeto segue os critérios da certificação internacional LEED (Leadership in Energy and Environmental Design) e tem entre outros pontos: Carrinho de compra confeccionados em material reciclável PET, Gôndolas de madeira certificada, soluções de economia de água, etc etc.

Pao de Acucar Verde - Vagas Especiais

No estacionamento, garantem bicicletário e vagas especiais para veículos de baixa emissão (Flex).

A oferta de produtos orgânicos e’ interessante (750 itens), porem bem paga-se por isso. Não chega a ser uma Whole Foods (rede de orgânicos norte-americana que detalharei em um futuro post), porem já pode ser considerado um bom começo.

Se entre os pedidos para 2010 estavam os relacionados a saúde e meio ambiente…. acho que vamos nesta direção.

Boas compras!